Papa assina decreto que declara uma nova santa, duas veneráveis e 14 mártires
Foto: Divulgação

Nesta terça-feira, 15 de janeiro, o Papa Francisco recebeu em audiência o Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Angelo Giovanni Becciu, e autorizou a promulgação de alguns decretos reconhecendo para a Igreja uma nova santa, duas novas veneráveis e 14 mártires.

O primeiro dos decretos reconhece o milagre por intercessão da Beata Margarita Bays, virgem, da Ordem Terceira de São Francisco de Assis, que será canonizada. Ela nasceu em La Pierraz, Suíça, em 8 de setembro de 1815, e morreu em Siviriez, em 27 de junho de 1879.

Além disso, o Papa reconheceu as virtudes heroicas da Serva de Deus Anna Kaworek, co-fundadora da Congregação das Irmãs de São Miguel Arcanjo. Nasceu em Biedrzychowice, na Polônia, em 18 de junho de 1872, e morreu em Miejsce Piastowe, em 30 de dezembro de 1936.

Veja também:
Papa Francisco: uma voz profética e disruptiva que continua desafiando a Igreja e o mundo
Católicos protestam contra Ronald McDonald crucificado em museu de Israel

Também reconheceu as virtudes heroicas da Serva de Deus Maria Soledad Sanjurjo Santos, religiosa professa da Congregação das Servas de Maria Ministras dos Enfermos. Ela nasceu em Arecibo, Porto Rico, em 15 de novembro de 1892, e morreu na capital San Juan, em 23 de abril de 1973.

Finalmente, o Papa assinou o decreto que reconhece o martírio das Servas de Deus Maria del Carmen (Isabella Lacaba Andía) e 13 companheiras, religiosas professas da Ordem das Franciscanas Concepcionistas, assassinadas por ódio à fé, na Espanha, em 1936.

Fonte: ACI Digital
Compartilhe:

Faça um comentário