Time campeão da Libertadores 2014 ganha novo espaço e homenageia o Pontífice

Concorrente dos brasileiros Corinthians e São Paulo no grupo 2 da Copa Libertadores da América, o San Lorenzo atualmente manda os seus jogos no Nuevo Gasómetro, mas os torcedores sempre sonharam com um retorno à antiga sede, no bairro de Boedo.

Chamado assim por sua estrutura semelhante aos gigantescos depósitos de gás liquefeito existentes na época de sua inauguração, em 1916, o velho Gasómetro recebeu seu último jogo em 1979 e foi vendido pelo San Lorenzo sob coação da ditadura e por preço irrisório. O principal palco do esporte argentino durante várias décadas foi abaixo para que se colocasse em prática um novo plano urbano, com duas ruas cruzando o terreno.

O San Lorenzo recebeu US$ 900 mil de uma empresa-fantasma e passou a atuar em estádios de outras equipes até a abertura do Nuevo Gasómetro, em 1993, no bairro de Flores. O plano urbano para Boedo nunca saiu do papel, e o espaço acabou comprado em 1983 pelo Carrefour, que até hoje tem na Avenida La Plata uma de suas unidades.

Desde a saída do antigo Gasómetro, contudo, os torcedores do San Lorenzo tentam se organizar para um retorno a Boedo. O desejo ficou mais próximo de ser concretizado com o aporte financeiro do clube, de patrocinadores e dos próprios fãs para o projeto da construção do novo estádio.Agora, o novo velho Gasómetro já tem até nome. O Papa Francisco, antes conhecido como o cardeal Jorge Mario Bergoglio, é o sócio 88.235 do San Lorenzo e tornou-se também o homem que batizará a casa de Boedo.

Por Terra e desporto.sapo.pt

Faça um comentário