Papa Francisco faz oração pelo atentado perto de sinagoga na Alemanha

Atentado perto de Sinagoga ocorreu na última quarta-feira, 9 de outubro

Na última quarta-feira (9) duas pessoas foram mortas em um atentado perto de sinagoga em Halle, leste do país. Este é um dos dias mais sagrados do calendário judeus, é comemorado pelas comunidades em todo o mundo quando fazem jejum durante 25 horas. Durante os trabalhos do Sínodo Amazônico, o Papa Francisco abriu e fechou os trabalhos da sexta Congregação Geral, na tarde desta quarta-feira (9) rezando pelos “irmãos judeus”. Na abertura, lembrou do Dia do Perdão, data celebrada pela comunidade judaica. A festa religiosa é chamada de Yom Kippur. Ao término, Francisco recordou, em oração, as vítimas do atentado ocorrido próximo a sinagoga de Halle, no lesta da Alemanha.

Veja também:
Novena da Padroeira 2019 homenageia vítimas da tragédia em Brumadinho (MG)

Atentado contra a sinagoga em Halle

Duas pessoas foram mortas e várias ficaram feridas no tiroteio desta quarta-feira (9), e um suspeito já foi preso. O atentado aconteceu perto da sinagoga onde acontecia a festa religiosa judaica com a reunião de cerca de 80 fiéis.

De acordo com o líder da comunidade, o próprio serviço de segurança do local impediu o ingresso dos dois autores do atentado, enquanto uma explosão num cemitério judeu próximo do lugar sagrado fazia a primeira vítima. A segunda pessoa falecida estava num restaurante de kebabs (prato típico do Oriente Médio) próximo a sinagoga.

Logo em seguida, mais tiros, mas a 15 km de Halle, em Landsberg, até que não foi divulgada a notícia do primeiro suspeito preso, um neonazista de 27 anos. A polícia continua em estado de alerta naquela região.

Veja também:
Presidente da CNBB, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, fala sobre o início do Sínodo Da Amazônia

A mensagem do Papa

Já no início da semana, em 7 de outubro, o Papa Francisco havia enviado as suas congratulações pelas festas judaicas, extensivas às comunidades às comunidades do mundo todo. Na mensagem, o Pontífice antecipava desejos de paz: “desejo que o Altíssimo, em sua eterna misericórdia, possa fortalecer em todos os lugares os nossos vínculos de amizade e o desejo de favorecer um constante diálogo pelo bem de todos”.

Com informações de Vatican News

Faça um comentário