Papa Francisco recorda o 50º aniversário da chegada do homem à lua
50º aniversário da chegada do homem à lua | Foto: Reprodução

Francisco comemora o 50º aniversário da chegada do homem à lua

No último domingo, 21, Papa Francisco recordou o dia 20 de julho de 1969, onde os astronautas Neil Armstrong e Edwin “Buzz” Aldrin pisaram na Lua, evento que completou 50 anos da chegada do homem à lua, no último sábado.

O Papa Francisco quis recordar este acontecimento, ao concluir a oração do Ângelus: “Cinquenta anos atrás, como ontem, o homem pôs os pés na lua, realizando um sonho extraordinário. Que a recordação desse grande passo para a humanidade possa acender o desejo de progredir juntos em direção a metas ainda maiores: mais dignidade para os vulneráveis, mais justiça entre os povos, e mais futuro para a nossa Casa comum”.

A chegada à lua foi acompanhada com grande atenção do Vaticano. O Papa Paulo VI dirigiu algumas palavras aos astronautas da missão Apollo 11, da qual, além de Armstrong e Aldrin, também fazia parte o astronauta Michael Collins que não chegou a pisar no satélite.

Veja também:
Pe. Marcelo Rossi diz que “Maria passou na frente” após ser empurrado de cima do palco

Mensagem do Papa

Em sua mensagem, São Paulo VI disse: “Estamos perto de vocês com nossos desejos e nossas orações. O Papa Paulo VI os saúda com toda a Igreja”.

Como o irmão jesuíta e diretor do Observatório do Vaticano, Guy Consolmagno, recorda em um recente artigo publicado no L’Osservatore Romano, naquele dia o Papa “deu uma olhada na Lua através de um dos telescópios e, em seguida, às 22h17, hora de Roma, viu os astronautas aterrissarem e ouviu a famosa frase ‘A águia aterrissou’, depois da qual se uniu a outros líderes mundiais para conversar com os astronautas”.

A seguir, Francisco saudou todos os romanos e peregrinos presentes na Praça São Pedro. Em particular, saudou as noviças das Filhas de Maria Auxiliadora provenientes de vários países. Os alunos do Colégio Cristo Rei de Assunção, no Paraguai. Os seminaristas e formadores da Obra dom Guanella de Iaşi, na Romênia. Os jovens de Chiry-Ourscamp (França) e os fiéis de Cantù.

Veja também:
Barco-Hospital Papa Francisco foi inaugurado no último final de semana

Com informações de ACI Digital

Faça um comentário