Jovem catequista recebe carta de papa francisco

Antes da sua visita apostólica ao Peru do dia 18 ao 21 de janeiro de 2018, o Papa Francisco surpreendeu um jovem catequista peruano ao responder-lhe a uma carta que ele enviou há alguns meses. Esta é a sua história.

O catequista é Renzo Villacorta Ríos, tem 20 anos e vive na cidade de Iquitos, na região amazônica de Loreto. Há mais de um ano decidiu escrever para o Santo Padre, enquanto visitava a Polônia, durante a Jornada Mundial da Juventude Cracóvia 2016.

O sonho do jovem era conhecer o Pontífice e entregar para ele um artesanato da sua região.

Veja também:
Jogador da seleção de Rugby do Uruguai e se ordenou sacerdote
A religiosa mais idosa do mundo é uma freira cega

“Eu lembro que há três anos, em 13 de março de 2013, Sua Santidade foi escolhido o Sumo Pontífice, naquela tarde estava almoçando era o dia do meu aniversário e lembro que nos levantamos da mesa emocionados ao vê-lo saudar da janela da Santa Sé. Aquela experiência de fé me trouxe à Polônia, para participar da Jornada Mundial da Juventude, buscando a sua bênção e renovar a minha fé”, escreveu o catequista em sua carta.

Quando estava na Polônia, Renzo teve a oportunidade de conhecer o Arcebispo de San Juan de Puerto Rico, Dom Roberto González, durante as catequeses, e pediu que entregasse o seu presente e a sua carta ao Papa.

Vários meses depois, em novembro deste ano, Renzo recebeu a visita do Bispo de Iquitos, Dom Miguel Oloartúa Laspra, que entregou-lhe uma caixa com um terço e uma carta de resposta, escrita à mão pelo próprio Papa Francisco.

Em sua carta, o Santo Padre agradeceu por Renzo ter-lhe escrito, prometeu rezar por ele e também pediu que ele rezasse pelo seu pontificado.

“Obrigado pela tua carta, pelo que você me conta. Percebo que a benção do Senhor o acompanha na sua vida. Eu prometo rezar para que Deus continue acompanhando você”, expressou Francisco no texto.

“E, por favor, não deixe de rezar por mim, para que eu seja fiel à vontade de Deus. Em janeiro do próximo ano irei ao Peru. A cidade de Iquitos não está agendada para a viagem, mas prometo sentir-me “charapa” (como são conhecidas as pessoas de Iquitos) de longe, lembrarei de você e te enviarei a minha bênção. Que Jesus o abençoe e a Santíssima Virgem cuide de você. Fraternalmente Francisco”, escreveu o Papa.

O Papa Francisco assegurou que se sentirá “charapa” logo depois que Renzo recordou na sua carta a visita de São João Paulo II ao Peru em 1985, quando chegou a Iquitos e disse: “O Papa se sente Charapa”, e recebeu o carinho da população local e nacional.

Segundo informações do jornal ‘El Comercio’, a família Villacorta Ríos assegurou que a carta “será colocada em um quadro para a lembrança da sua família e tentarão estar presentes na cidade de Lima, durante a visita do Pontífice à capital”.

Fonte: ACI Digital

Faça um comentário