Karol Wojtyla faleceu em 2 de abril de 2005, no Vaticano

O papa Francisco recordou nesta quarta-feira (1º) os dez anos da morte de Karol Wojtyla, que foi líder da Igreja Católica entre 1978 e 2005 com o nome de João Paulo II. Ao fim da semanal audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano, o pontífice relembrou que amanhã a morte de João Paulo IIº completa dez anos.

“Recordamos dele como grande testemunha de Cristo sofredor, morto e ressuscitado, e pedimos para interceder por nós, pelas famílias, pela Igreja, para que a luz da ressurreição recaia sobre todos os ombros da nossa vida e nos encha de alegria e de paz”, afirmou Francisco. “O seu exemplo e seu testemunho estão sempre vivos entre nós.

Caros jovens, aprendam a enfrentar a vida com seu ardor e entusiasmo. Caros doentes, carreguem com alegria a cruz do sofrimento, como ele ensinou. Caros cônjuges, coloquem sempre Deus ao centro para que a história conjugal tenha mais amor e felicidade”, acrescentou o papa. Após uma longa batalha contra problemas de saúde, inclusive o Mal de Parkinson, João Paulo II faleceu aos 84 anos, em 2 de abril de 2005, no Vaticano.

Em 1981, ele foi alvo de um atentado em plena Praça São Pedro, cometido pelo turco Ali Agca. Aclamado “Santo Súbito” desde seu velório, Karol Wojtyla foi beatificado em 1 de maio de 2011 e canonizado em 27 de abril de 2014, em uma cerimônia que uniu dois Papas: Francisco e Bento 16.

Por Brasileiros

Compartilhe:

Faça um comentário