Pastoral da Criança promove campanha
Pastoral da Criança promove campanha "Pequenos Reis Magos" (Foto: Paróquia Imaculado Coração de Maria/SC )

Tendo Jesus nascido em Belém da Judeia, no tempo do rei Herodes, eis que vieram magos do Oriente perguntando: “Onde está o rei dos judeus recém-nascido? Com efeito, vimos a sua estrela no Oriente e viemos homenageá-lo”. Em seguida, abriram seus cofres e lhe ofereceram presentes: ouro, incenso e mirra (Mt 2, 1-2,11).

Trazendo esse exemplo da Bíblia para os nossos dias, podemos nos inspirar neste ato de visitar as famílias e celebrar a chegada de uma nova vida – como fazem os líderes da Pastoral da Criança, que levam como presente muito amor, informação e companheirismo.

E se um grupo de crianças vestidas de Reis Magos batesse em sua porta, trazendo mensagens de paz e de comprometimento com crianças do mundo inteiro? Na Alemanha, esta cena é uma tradição que teve início há mais de 160 anos.

Leia também:
Conheça a Pastoral do Empreendedor; Assista
A qualidade pastoral da Igreja

Em meados de 1843, Auguste von Sartorius, menina nascida em uma família rica de Aachen, ficou sensibilizada com as notícias sobre crianças carentes e em perigo de vida na China e na África. Quando tinha de 13 para 14 anos, decidiu arrecadar dinheiro com os amigos e parentes para resolver a situação das crianças no mundo.

Pastoral da Criança promove campanha "Pequenos Reis Magos" (Foto: Paróquia Imaculado Coração de Maria/SC )
Pastoral da Criança promove campanha “Pequenos Reis Magos” (Foto: Paróquia Imaculado Coração de Maria/SC )
Pastoral da Criança promove campanha "Pequenos Reis Magos" (Foto: Paróquia Imaculado Coração de Maria/SC )
Pastoral da Criança promove campanha “Pequenos Reis Magos” (Foto: Paróquia Imaculado Coração de Maria/SC )

Desde 1959, essa prática foi retomada como uma ação de solidariedade que acontece até hoje. Organizado pela Kindermissionswerk, o projeto beneficia diversos países e desperta, nas próprias crianças, uma atitude missionária.

Próximo  ao dia 6 de janeiro, cerca de 500 mil crianças alemãs, entre 8 e 13 anos, de 12.500 paróquias, saem pelas ruas como os Cantores da Estrela. Vestidas como Reis Magos, elas levam à frente uma estrela e marcam nas casas por onde passam a sigla “C+M+B”, em latim: “Christus Mansionem Benedicat”, que em português significa: “Cristo abençoe este lar”. Após cantarem e abençoarem as residências, arrecadam dinheiro para as crianças e jovens vulneráveis do mundo.

Inspirada por esta tradição, em 2015, a Pastoral da Criança Internacional (PCI) adaptou a proposta para a realidade brasileira e promoveu a campanha Pequenos Reis Magos, desenvolvendo uma experiência piloto em quatro paróquias, durante o período do Advento – que para os cristãos representa a preparação para o Natal.

A primeira experiência em 2015 envolveu mais de 400 crianças dos municípios de Curitiba e Campo Largo, da Arquidiocese de Curitiba (PR), e do município de Bayeux, da Arquidiocese da Paraíba.

Aqui no Brasil, quem faz a campanha acontecer são as crianças e adolescentes da catequese das paróquias das dioceses que aderem à proposta. “Quero reforçar que é o setor de catequese da paróquia que organiza e realiza a campanha, com o apoio dos bispos e padres. A Pastoral da Criança ajuda a envolver e motivar os interessados, dando também o suporte na organização e fornecendo materiais de apoio”, explica Rubia Pappini, da coordenação nacional.Todo o recurso arrecadado pelos Pequenos Reis Magos é enviado integralmente para os países beneficiados.

A campanha Pequenos Reis Magos do Brasil tem como objetivo angariar recursos para as crianças em situação de vulnerabilidade de países subdesenvolvidos e conscientizar as crianças brasileiras sobre a realidade de outros países, além de despertar a solidariedade e o espírito missionário. A jornada dos Pequenos Reis Magos do Brasil possui três anos de existência, e está apenas começando. Nesse ano de 2017, a campanha conta com 23 estados brasileiros participantes, incluindo, São Paulo e Rio de Janeiro.

Fonte: Pastoral da Criança | Adaptação: Redação Catholicus

Faça um comentário