A Pastoral Dízimo a caminho para a missão partilhada

A Igreja, comunidade convocada pela Palavra, tem como missão pregar o Evangelho (cf. LG 25). Evangelizar é necessariamente anunciar com alegria a pessoa, o nome, a mensagem, a vida, as promessas, o Reino e o mistério de Jesus Cristo, Filho de Deus (cf. EN 22). A Igreja é essencialmente missionária.

Conheça o CONADIZ – Congresso Nacional da Pastoral do Dízimo e da Partilha

Hoje em dia, a rápida urbanização, muito acentuada nas nações jovens que, em grande parte, provém do êxodo rural, gera dolorosa solidão e marginalização das pessoas. As consequências são evidentes: a criminalidade, o alcoolismo, as drogas, o desemprego crescente, a desigualdade das condições de trabalho. Além disso, os meios de comunicação constituem uma ameaça para a liberdade individual. É grande o peso de tais realidades que se tornam um novo poder, provocando o escândalo da miséria, do supérfluo, do luxo e o fenômeno da neoproletarização (cf. AO 8).

Com esse abismo entre o real anunciado pela Igreja e a realidade vivenciada pelos cristãos leigos surgem novas maneiras de ação evangelizadora que, com grande ardor missionário, lançam as sementes do Verbo em um mundo tão conturbado. Uma delas foi implementada pela Pastoral do Dízimo da Paróquia Nossa Senhora da Vitória, em Salvador-BA. Sob a orientação de seu pároco, Pe. Luis Simões e da coordenadora, Sra. Emília Navarro, dizimistas e agentes da Pastoral do Dízimo começaram a agir usando os princípios da sinergia dizimal.

Exemplo de organização

Dá-se sinergia em uma determinada pastoral quando as pessoas resolvem trabalhar em equipe. O trabalho em equipe é um grande desafio. Nesse trabalho todos devem saber catalisar, unificar e liberar os valores existentes nas pessoas. Os membros da equipe se esforçam para valorizar as diferenças, respeitá-las, ampliar os valores e compensar as fraquezas. Esses esforços, quando coordenados, possibilitam o crescimento das pessoas que passam a realizar com eficácia a missão sonhada.

Conheça o CONAGE – Congresso Nacional de Gestão Eclesial

Na paróquia citada, as ações dos dizimistas e agentes são interdependentes e coordenadas. Cada membro tem um ministério especifico. Um determinado ministério depende do trabalho dos outros. Os membros da equipe se apoiam e se ajudam quanto às ideias, às ações e às questões que estão sendo trabalhadas. Há um verdadeiro comprometimento comum com as metas desafiantes, mas bem planejadas e uma excelente organização. Os agentes da Pastoral do Dízimo estão sempre interagindo com os dizimistas, em um espírito de participação e de comunhão. São pessoas realmente eficientes que têm a humildade de reconhecer, de admitir as limitações da sua percepção e de reconhecer os abundantes recursos disponíveis na interação com o coração e a mente de outros irmãos.

3 ações que beneficiam a comunidade

  1. Os agentes da Pastoral do Dízimo e os dizimistas, com mentalidade de conversão, mudança e criatividade, devem criar ações com objetivos fortes que valorizam todos, sobretudo, os mais debilitados, desempenhando um grande trabalho em equipe.
  2. A ação Pastoral do Dízimo dessa paróquia da capital baiana, com tal sinergia, faz com que os agentes e os dizimistas se aproximem e participem mais da vida da Igreja e dos irmãos mais necessitados.
  3. Além das visitas, eles realizam semanalmente, uma tarde recreativa no Abrigo Dom Pedro II, na Unidade Oncopediátrica do Hospital Aristides Maltez e na Creche Nova Semente, vivenciando a missão de Jesus: “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância” (Jo 10,10).

Todo esse trabalho de equipe é fruto de verdadeira comunhão na missão e os resultados são muito satisfatórios. Que essa experiência de sinergia dizimal da paróquia Nossa Senhora da Vitória possa nos inspirar para sermos, com as luzes do Espírito Santo, discípulos missionários na Pastoral do Dízimo em nossas comunidades.

Dom Edson Oriolo é Bispo Auxiliar na Arquidiocese de Belo Horizonte/MG, Mestre em Filosofia Social, Especialista em Marketing, Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Pessoas, Professor, “Leader and Professional Coach” pela Act Coaching Internacional e membro do Conselho de Conteúdo da Revista Paróquias. Autor do livro “A nova pastoral do dízimo: formação, implantação e missão na Igreja”, publicado pela Catholicus Editora, “Paróquia renovada: sinal de esperança”e “Gestão paroquial: para uma Igreja em saída”, Paulus Editora.

Fonte: Revista Paróquias, ed. 30. Para ler mais matérias sobre Pastoral do Dízimo, assine já: (12) 3311-0665,  (12) 99660-1989 ou [email protected]

Faça um comentário