O que um católico deve fazer com as correntes de oração do WhatsApp?

Foi a resposta a esta pergunta que colocou o Pe. Fábio de Melo no caminho da fé

O Pe. Fábio de Melo, um dos sacerdotes mais conhecidos do Brasil, fez um post no Instagram para contar uma história particular que o colocou no caminho da fé. Quando ainda menino, ele perguntou para a mãe dele: “Por que Jesus tem o coração para fora do peito?”

O sacerdote, então, lembra a resposta que recebeu:

“Com a simplicidade de quem não dispunha de erudição teológica, ela me respondeu: ‘Por que Ele não tem nada a nos esconder, meu filho!”

O Padre Fábio de Melo ainda conta que foi a resposta “simples” da mãe que fez com que ele aprendesse um “cristianismo puro”:

“Obrigado por ter me ensinado, desde cedo, que Deus é amor, misericórdia, perdão.
Que Ele tem especial predileção pelos mais frágeis, pelos que são socialmente rejeitados, discriminados, preteridos. Obrigado, minha mãe, pois a sua coerência me ensinou um cristianismo encarnado, puro, fiel à proposta de Jesus.”

Jesus com o coração para fora do peito

As expressões artísticas de Jesus nos últimos 200 anos mostram Cristo com o coração para fora do peito. Em alguns casos, Ele aparece segurando o próprio coração nas mãos.

De acordo com especialistas, a imagem do coração fora do corpo lembra a abertura do tronco de Jesus na cruz e as muitas graças que que vieram através dali.

Além disso o coração para fora do peito de Jesus simboliza o desejo que ele tem de se unir a nós através do nosso coração.

Leia mais:
O que um católico deve fazer com as correntes de oração do WhatsApp?

Outro ponto é que a imagem recorda que o seu amor por nós não tem barreiras.

O Papa Pio XII abordou esse simbolismo em sua encíclica Haurietis Aquas, sobre a Devoção ao Sagrado Coração.

“Como observava o nosso predecessor Leão XIII, de imortal memória, ‘é ínsita no Sagrado Coração a qualidade de ser símbolo e imagem expressiva da infinita caridade de Jesus Cristo que nos incita a retribuir-lhe o amor por amor’”.

Com informações de Aleteia
Compartilhe:

Faça um comentário