Edição do Anuário Portugês revela pesquisa com números sobre a Igreja Católica.

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP)  revelou um aumento de 1,28% no número de católicos desde 2006 em sua pesquisa constatada no Anuário Católico Protuguês publicado recentemente. O ‘Anuário Católico de Portugal 2014’ sucede à edição de 2009 e apresenta dados relativos ao período de 2007-2011, retomando o trabalho da Secretaria de Estado do Vaticano, através do seu Departamento Central de Estatística.No Brasil o Anuário Católico é publicado pelo CERIS (Centro de Estatística Religiosa e Investigação Social) e Promocat, e a última versão foi publicada em 2012. A edição 2014 está prevista para Setembro deste ano.Conforme os resultados do Anuário de Portugal os católicos passaram, no período de 2007 a 2011 de 9,33 para 9,45 milhões, cerca de 12 milhões a mais, crescendo ainda no que diz respeito à sua percentagem na população total (de 88,1 por cento para 88,5), atualmente com 10,68 milhões de habitantes.Há também outros dados revelados como a diminuíção do número de sacerdotes de 2880 padres diocesanos no ano de 2007 para 2661 em finais de 2011, menos 7,6 por cento. A queda percentual é inferior à que se registou entre 2000 e 2006, quando o número de sacerdotes diocesanos baixou de 3159 para 2894 (menos 8,4 por cento).

A diminuição é mais acentuada entre o clero religioso: de 1052 padres para 958, entre 2006 e 2011 (menos 8,9 por cento). O número de religiosas das várias congregações em Portugal desceu 9,2 por cento em igual período (de 5717 para 5190).

A pesquisa também revela que o número de Batismos mostra uma redução, dado que deve ser lido à luz da variação do número de nascimentos em cada ano. Em 2000 foram batizadas mais de 92 mil crianças com menos de sete anos e em 2011 esse número ficou pelos 61 487; os Batismos depois dos 7 anos representam, atualmente, cerca de 8% do total (5541 em 2011).

Houve uma redução no número de crismas e de matrimónios canónicos entre 2007 e 2012; no caso dos casamentos, estes passaram de quase 28 mil para menos de 17 mil.

Nas escolas católicas portuguesas há mais de 43 mil alunos na Educação Infantil, 40 mil no 1.º ciclo do Ensino Básico e mais de 32 mil no 2.º ciclo do Básico e Secundário.

A Igreja Católica administra, através das dioceses ou de instituições eclesiais, 24 hospitais; 136 ambulatórios e dispensários; 908 casas de idosos, doentes ou deficientes; 102 orfanatos ou centros de infância; 602 creches; 90 consultórios e centros da defesa da vida e da família; 29 centros especiais de educação ou reinserção social, bem como 496 outras instituições.

O Anuário Católico do Brasil apresenta os mesmos tipos de dados e estatísticas, podendo ser adquirido antecipadamente com descontos atribuídos pela instituíção, através do site www.partilhe.org.

Fonte: Agencia Ecclesia

Compartilhe:

Faça um comentário