Katy Perry pode ter saído do Grammy Awards sem nenhum prêmio na noite de ontem, mas sua apresentação não será esquecida. Antes de cantar “By The Grace of God”, música escrita por ela sobre a depressão que a acometeu após o divórcio de seu marido, a cantora dividiu o palco com Brooke Axtell, sobrevivente e ativista pelo fim da violência doméstica.

A apresentação das duas foi precedida por um breve discurso do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que além de destacar dados sobre a violência contra a mulher no país, lembrou que artistas podem influenciar mudanças positivas na sociedade:

[ot-video type=”youtube” url=”http://youtu.be/NEx-qyZAmqs”]

“Hoje, quase 1 a cada 5 mulheres nos Estados Unidos, foram vítimas de estupro ou de tentativa de estupro. Mais de uma mulher a cada 4 sofreu alguma forma de violência doméstica. Isso não está certo e precisa parar. Artistas possuem um poder único de mudar mentes, atitudes e nos fazem conversar e pensar sobre assuntos importantes. Todos nós somos capazes de dar exemplo. […] É dever de cada um criar uma cultura onde a violência não seja tolerada. Para as sobreviventes, nosso apoio. Homens e mulheres podem ir tão longe quanto seus talentos e sonhos”.

 

Foi então que Brooke Axtell apareceu no palco e entregou esse lindo e poderoso discurso, onde relatou sua própria experiência e encorajou mulheres a pedir ajuda (vídeo acima):

“Meu nome é Brooke Axtell e sou uma sobrevivente de violência doméstica. Após um ano de um romance apaixonado com um lindo e carismático homem, fiquei aturdida quando ele começou a abusar de mim.

Eu acreditei que ele me atacava porque estava com dor e precisava de ajuda. 

Eu acreditei que minha compaixão poderia restaurá-lo e ao nosso relacionamento. Minha empatia foi usada contra mim.

Eu tinha medo dele e tinha vergonha de estar naquela posição. O que me ligava a ele era o desejo de curá-lo. Minha compaixão era incompleta porque não me incluía. Quando ele ameaçou me matar, eu sabia que precisava escapar.

Contei a verdade para minha mãe e ela me encorajou a procurar ajuda num abrigo para mulheres. Essa conversa salvou minha vida.

Amor de verdade não desvaloriza outro ser humano. Amor de verdade não silencia, não envergonha e não abusa.

Se você está em um relacionamento com alguém que não te honra ou te respeita, quero que saiba que você é digna de amor. 

Por favor, procure ajuda.

Sua voz irá te salvar.

Estenda-a até a noite. Deixe-a quebrar a escuridão. Deixe-a libertá-la para que você saiba quem realmente é: valiosa, linda, amada”.

Por Prosa Livre

Faça um comentário