videntes católicos

Ele esclarece por que nós, católicos, não devemos acreditar em videntes, gurus e adivinhos de começo de ano

No começo de cada ano, proliferam prognósticos e adivinhações sobre o que acontecerá ao longo dele. Mas há algo que pouca gente leva em conta ao recorrer a esses supostos adivinhos: nem sequer os demônios podem prever o futuro. Quem explica isto é um reconhecido exorcista espanhol, o pe. José Antonio Fortea, que esclarece por que nós, católicos, não devemos acreditar em gurus e adivinhos de fim de ano.

Leia também:
A verdade por trás da visita da Virgem Maria a Paul McCartney
3 pequenas resoluções que todo cristão pode fazer no Ano Novo

Em seu livro Summa Daemoniaca, obra de referência sobre demonologia e exorcismo, o pe. Fortea declara:

“NEM É PRECISO DIZER QUE, SE O FUTURO NÃO PODE SER CONHECIDO SEQUER PELA INVOCAÇÃO DOS DEMÔNIOS, MUITO MENOS COM ESSAS PRÁTICAS DE ASTROLOGIA, CARTOMANCIA ETC. OS DEMÔNIOS NÃO SABEM TUDO. SÓ [SABEM] O QUE PODEM DEDUZIR. MAS ELES NÃO VEEM O FUTURO”.

O pe. Fortea diz que os demônios, “com sua inteligência muito superior à humana, podem deduzir por suas causas algumas coisas que acontecerão no futuro”, mas acrescenta que aquilo que diz respeito “à liberdade humana é indeterminável; logo, eles não o sabem”.

O exorcista acrescenta:

“QUEM PRATICA ESSES ENGANOS É PROVA VIVA DE QUE, POR ESSE MEIO, NÃO É POSSÍVEL OBTER NENHUM BENEFÍCIO. OS ÚNICOS QUE OBTÊM BENEFÍCIO DESSAS ADIVINHAÇÕES SÃO OS PRÓPRIOS ENGANADORES PROFISSIONAIS, QUE, ALIÁS, SÃO OS PRIMEIROS A NÃO ACREDITAR NELAS. ELES SABEM DOSAR AS SUAS PREVISÕES PARA NÃO SEREM DESMASCARADOS”.

O sacerdote é enfático:

“NENHUM CRISTÃO, SOB NENHUM CONCEITO, DEVE CONSULTAR JAMAIS ESSE TIPO DE PESSOAS. A CONSULTA MAGOS, VIDENTES OU GURUS CONSTITUI SEMPRE UM PECADO GRAVE”.

Fonte: Aleteia

Faça um comentário