Seriam os dizimistas pessoas diferentes, estranhas, fanáticas ou alguma coisa assim? Não! Por certo que não.

Conheça o CONADIZ – Congresso Nacional da Pastoral do Dízimo e da Partilha

Dizimistas são cristãos – em nosso caso, católicos batizados, pessoas normais e concretas que participam do dia a dia de sua comunidade tanto no aspecto das celebrações das suas liturgias quanto no aspecto prático do compromisso com a realidade da Igreja da qual são membros atuantes.

Estão presentes em todas as ações pastorais e movimentos da Igreja, são comprometidos com a vitalidade eclesial que aspiram fazer cada vez mais abrangente e transformadora da realidade social. A Igreja influencia a sociedade de maneira saudável e necessária para que a humanidade supere as suas contradições, conflitos e divisões contrárias à solidariedade, à justiça e à desejada fraternidade entre todas as pessoas em sua condição de filhos e filhas amados de Deus.

+ Razões bíblicas para ser dizimista
+ Dízimo, antes de tudo um ato de adoração
+ Dízimo é assunto de família!

É necessário frisar que o Dízimo não pode e não deve ser confundido com o dinheiro vinculado exclusivamente às questões financeiras imediatas da comunidade. O Dízimo é uma expressão concreta do compromisso batismal que faz do cristão um membro da grande família eclesial e, como tal, corresponsável para com a vida prática da sua comunidade de fé.

Fonte: Luiz Tarciso

Faça um comentário