A Irmã Cândida Belloti completou no dia 20 de fevereiro nada mais e nada menos que 109 anos. É a religiosa mais idosa do mundo, tem uma saúde de ferro e está convencida de que sua longevidade é um dom especial de Deus, conforme contou uma religiosa do seu convento ao Grupo ACI.

A Irmã Cândida pertence à Ordem de São Camilo de Lellis e atualmente vive em Luza (província da Toscana), no centro-norte da Itália, desde o ano 2000.

A religiosa passou toda sua vida servindo aos doentes nos hospitais de diversas cidades do país, como fez também o fundador de sua Ordem, São Camillo de Lellis. Este Santo é muito conhecido por “desgastar-se” pelos doentes, criando a missão do enfermeiro e do capelão de hoje em dia. É, portanto, o padroeiro dos doentes, enfermeiros e dos centros de saúde.

No último sábado, 20, a Irmã completou seus 109 anos e foi um dia muito especial, no qual celebrou seu aniversário junto com as religiosas do convento.

Em conversa com o Grupo ACI, uma destas religiosas contou: “A Irmã Cândida está muito bem e muito contente por completar um ano mais de vida”. “Começamos com a celebração da Missa, na qual rezamos por ela e depois comemos todas juntas e partilhamos o bolo, como um aniversário normal”, relatou entre risadas.

Ela diz que sua longevidade é “um dom especial de Deus”, revela sua companheira de convento, que além disso assegurou: “Ela está bem de saúde e se Deus quiser lhe dará outros anos de vida”. “Ela fala, come e é independente em algumas coisas”, acrescentou.

Irmã Cândida, foi a terceira de 10 filhos, sentiu a chamado de Deus aos 16 anos e ingressou em um convento quando tinha 22. Sempre esteve convencida de que Cristo a chamou desde a eternidade.

A religiosa viveu duas guerras mundiais e conviveu com o advento de centenas de avanços que mudaram a história do homem, por esta razão, muitas pessoas consideram que esta religiosa é um poço de sabedoria.

Em 2014, por ocasião dos 400 anos da morte de São Camilo do Lellis, Irmã Cândida festejou esta data tão especial em Roma, participando da Missa que o Papa Francisco celebra cada manhã na Casa Santa Marta e recebeu uma bênção do Pontífice.

A religiosa assegurou em anteriores declarações ao Grupo ACI que “a verdadeira felicidade é apreciar o momento tal qual Deus nos dá. O que realmente é necessário na vida é dar graças a Deus pelo que Ele nos dá. Porque é o único que fará homem feliz. O homem deve aceitar cada momento que tem e dizer ‘obrigado’”.

Irmã Cândida, conforme expressou a religiosa de sua congregação, continua lúcida e dinâmica da manhã até a noite e continua vivendo plenamente a vida da comunidade, participando dos atos comuns e das celebrações Eucarísticas.

FONTE: ACI

Faça um comentário