Um novo relatório do Conselho de Superioras Maiores de Religiosas (CMSWR, na sigla em inglês) dos Estados Unidos assinala que existe uma importante presença jovem e vital de religiosas, noviças e postulantes no país.

Trata-se de uma pesquisa feita com as 120 comunidades membros do conselho com presença em 137 dioceses dos Estados Unidos.

A Presidente do Conselho e Superiora Geral das Sisters of Life (Irmãs pela Vida), Madre Agnes Mary Donovan, assinalou que o conselho se sente “abençoado” por ter institutos mais velhos e jovens dentro de seus membros.

“A presença de comunidades bem estabelecidas oferece um acompanhamento de sabedoria e guia às comunidades mais novas”, afirmou a religiosa. “Tenho certeza de que sem o apoio mentor e a generosidade destas superioras, comunidades como a nossa nunca teriam se concretizado”.

O relatório, publicado em maio de 2016, está baseado em 106 respostas das superioras maiores das 120 comunidades membros.

Há aproximadamente 6 mil irmãs entre as comunidades membros do conselho. Esta é apenas uma porção do total de 48.546 religiosas nos Estados Unidos em 2015, segundo cifras do Centro de Investigação Aplicada ao Apostolado (CARA, na sigla em inglês) da Universidade de Georgetown.

Entre as comunidades membros do conselho, a idade média das irmãs é de 57 anos. Assinalaram ainda que este número está “muito abaixo” da média das idades das religiosas nos Estados Unidos.

A idade média das postulantes é de 27 anos, enquanto que a das noviças é de 29. As professas temporais têm uma idade média de 32 anos.

Cerca de 16% das religiosas têm entre 30 e 39 anos. Este é o maior, mas só um pouco mais que o grupo de 60 a 69 anos ou de 70 a 79 anos.

Quase mil irmãs estão fazendo formação inicial, o que representa 15%, aproximadamente, das integrantes das comunidades membros do conselho.

Mais de 80% das professas servem no ministério ativo. Cerca de 19% estão dedicadas à educação, 17% aos cuidados da saúde e 11% à evangelização, catequese e educação religiosa.

Aproximadamente um terço das 120 comunidades membros do conselho foram fundadas nos últimos 50 anos.

O Conselho de Superioras Maiores de Religiosas foi fundado em 1992 com a aprovação do Papa João Paulo II.

Fonte: ACI

Compartilhe:

Faça um comentário