A experiência de acolhida vivida durante a Jornada Mundial da Juventude de 2013, no Rio de Janeiro, estará agora a disposição dos voluntários dos Jogos Olímpicos e Paralimpíadas 2016, na Cidade Maravilhosa. Isso será possível devido a uma parceria entre a Arquidiocese do Rio e o Comitê organizador dos jogos para que famílias recebam os voluntários em suas casas.

Na segunda-feira, 13, a Arquidiocese firmou a parceria com o Rio2016, por meio da qual passa a apoiar o programa ‘Meu Lugar no Rio’. Trata-se de uma plataforma colaborativa a fim de facilitar a busca por hospedagem pelos voluntários.

“Quem vier ao Rio será muito importante para os Jogos, até porque o Rio é um lugar acolhedor, como foi demonstrado na Jornada Mundial da Juventude”, disse o Arcebispo, Cardeal Orani João Tempesta, segundo o portal oficial da competição.

Durante a JMJ 2013, mais de 80 mil peregrinos ficaram hospedados em casas de família. Neste ano, para os Jogos Rio2016 – os primeiros a serem realizados na América do Sul – cerca de 50 mil voluntários chegarão à cidade. A Arquidiocese vê neste evento esportivo uma oportunidade de acolhimento das pessoas, com algo fundamental para a organização.

Lembrando que a JMJ e os Jogos Olímpicos são eventos diferentes, Dom Orani assinalou que “vale o mesmo espírito, a importância de acolher alguém”, que agora serão os voluntários e nãos os peregrinos.

Para a gerente geral do Programa de Voluntário do Rio2016, Flávia Fontes, “a parceria com a Arquidiocese do Rio é muito importante para facilitar o encontro com pessoas que já abriram seu coração durante a Jornada Mundial da Juventude e que agora podem, de novo, demonstrar sua solidariedade com os voluntários do Rio 2016”.

A plataforma colaborativa online Meu Lugar no Rio (www.meulugarnorio.com.br) foi produzida pelo Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016 com o objetivo de possibilitar o encontro de pessoas que têm um lugar para oferecer hospedagem e os voluntários que vêm à cidade para atuar durante os Jogos Olímpicos (5 e 21 de agosto) e Paralímpicos (7 e 18 de setembro).

Os interessados em receber um voluntário em sua casa poderão fazer o cadastro como candidatos a anfitriões. Poderão se inscrever moradores da região metropolitana do Rio de Janeiro.

Os voluntários também precisam sinalizar se precisarão de uma casa para ser acolhido durante o evento. Após esses cadastros, toda conversa e organização relativa à hospedagem é de responsabilidade do voluntário e do anfitrião envolvidos.

Fonte: ACI

Compartilhe:

Faça um comentário