Enxaqueca não é apenas uma dor de cabeça e uma dor de cabeça pode indicar um AVC. Veja aqui como identificar.

Dores de cabeça são mais complexas do que imaginamos. A dor que se sente na dor de cabeça é causada por uma mistura de sinais entre seu cérebro, veias e nervos. O site WebMD diz que nervos específicos das veias e músculos da cabeça mandam sinais de dor ao cérebro. Mas não se sabe porque esses sinais são enviados.

Muitas pessoas podem ter dores de cabeça por causa de doenças, estresse e por causa do ambiente em que vivem. Existem muitos tipos diferentes de dores de cabeça, elas ocorrem por diferentes razões e necessitam de diferentes tipos de tratamento. Por isso é bom ter o acompanhamento de profissionais.

Você consegue diferenciar dor de cabeça, enxaqueca e AVC?

De acordo com o site UOL “mais de 138 milhões de brasileiros são acometidos pelo incômodo.”

O Dr. Sérgio Tadeu Fernandes, do Instituto Brasileiro Integrado de Neurociências, diz ao site Vix que existem dois tipos de dores de cabeça: a dor de cabeça primária e a dor de cabeça secundária. Também chamadas de cefaleias primária e secundária.

As dores de cabeça primárias são aquelas que ocorrem isoladamente, sem ter ligação com outras doenças e as secundárias “fazem parte de uma doença em desenvolvimento, como infecções ou traumatismos.”

O neurologista Leandro Teles, membro da Academia Brasileira de Neurologia (ABN) diz ao website UOL que as dores de cabeça são muito comuns e também muito negligenciadas por médicos e pela população. Ele explica que a diferença entre os dois grupos de dores de cabeça está na “manifestação clínica”, principalmente, na causa. “Algumas são agudas, outras crônicas (recorrentes), algumas são uma doença em si (por exemplo, a enxaqueca), outras são um sintoma de outra doença (por exemplo, sinusite aguda).”

Dor de cabeça e enxaqueca

De acordo com o site UOL as 2 dores de cabeça mais comuns são:

1. Cefaleia tensional

Dor parecida como se a cabeça estivesse sendo pressionada.
Geralmente acomete toda a cabeça.
Intensidade fraca ou moderada.
Pode ocorrer em períodos de estresse.
Pode ocorrer próximo ao período menstrual.
2. Enxaqueca (também conhecida como migrânea)

Intensidade moderada à forte.
Dor do tipo pulsátil, como se a cabeça estivesse latejando.
Na maioria das vezes atinge apenas um lado da cabeça.
Muitas vezes acompanhada de náuseas e vômitos.
Cheiros fortes e esforço físico podem iniciar ou piorar uma crise.
AVC (Acidente Vascular Cerebral)

Uma simples enxaqueca pode ser confundida com sinais de um aneurisma cerebral. O Dr. Sérgio Tadeu Fernandes, Instituto Brasileiro Integrado de Neurociências esclarece que “…alguns tipos de derrame podem ter a dor de cabeça como sintoma. Nesse caso, ela é secundária, e é a ela que devemos estar atentos nos casos de AVC.”

Nem todo derrame tem como sintoma dores de cabeça. Mas o Dr. Fernandes explica que há duas características fundamentais que tornam a dor de cabeça perigosa:

Primeira característica

Início súbito.
Uma dor aguda e muito forte.
Começa de repente e já muito forte.
Segunda característica

Você já está acostumado com um tipo de dor de cabeça, mas repara uma mudança de padrão.
Intensidade muda.
Padrão de dor muda.
Frequência muda.
O remédio que antes funcionava, agora não funciona mais.

O Dr. Fernandes diz que essas duas características são sinais de que você deve correr para o pronto socorro.

Fonte: Familia.com

Compartilhe:

Faça um comentário