A marca italiana de veículos esportivos de alta qualidade Lamborghini fabricou um carro único do seu modelo Furacão que doou ao Papa Francisco, o qual decidiu leiloá-lo a fim de usar o dinheiro arrecadado para obras sociais.

A doação foi feita na quarta-feira, 15 de novembro, antes da Audiência Geral, em frente à Casa Santa Marta, no Vaticano. Para poder usá-lo para tais fins sociais, o veículo esportivo será leiloado pela casa Sotheby’s.

O dinheiro arrecadado no leilão será entregue ao Santo Padre.

Veja também:
Circula boato atribuído à Madre Teresa de Calcutá
O Reino de Deus não é um carnaval, diz o Papa

Com esses fundos, a Santa Sé financiará a reconstrução da Planície de Nínive, região do norte do Iraque, dominada durante vários anos pelo Estado Islâmico e destruída pela guerra, através de vários projetos da Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN).

Outro projeto que poderá ser financiados com o leilão do Lamborghini será a ajuda às vítimas do tráfico de pessoas e da prostituição através da Comunidade Papa João XXIII e outras duas associações italianas que desenvolvem a sua atividade principalmente na África e Amigos da África Central.

“Agradecemos ao Santo Padre e asseguramos que daremos um profundo significado ao seu dom ao trazer milhares de cristãos de volta a Nínive”, afirmaram Alfredo Mantovano e Alessandro Monteduro, Presidente e Diretor da ACN-Itália, presentes ontem na entrega do carro de luxo.

O trabalho de Ajuda à Igreja que Sofre no Iraque pretende garantir o retorno dos cristãos à Planície de Nínive, de onde tiveram que fugir para salvar suas vidas depois da ocupação do Estado Islâmico, através da reconstrução das suas casas, a restauração dos serviços públicos e a restituição dos locais de culto.

A maior parte dos cristãos de Nínive se refugiou no Curdistão iraquiano. A maioria continua refugiada lá, esperando finalmente poder voltar à sua terra e recuperar suas raízes e dignidade.

Um segundo projeto que será financiado pelo leilão do Lamborghini será a ajuda às vítimas do tráfico de pessoas e da prostituição através da Comunidade Papa João XXIII.

Finalmente, outras duas associações italianas que desenvolvem a sua atividade principalmente na África, Gicam e Amigos da África Central, se beneficiarão com a doação para os seus projetos centrados na ajuda às mulheres e crianças.

Fonte: ACI Digital

Faça um comentário