A secretária (ou secretário) paroquial é responsável por acolher e auxiliar na proximidade entre os fiéis e a paróquia, a Igreja. É o “braço direito” do pároco, onde atua no planejamento e controle dos registros da paróquia, organização do trabalho e rotina, na atualização da agenda dos padres. O Dia da Secretária é comemorado no dia 30 de setembro, data em que a Igreja celebra São Jerônimo. O santo foi secretário do Papa São Dâmaso e o auxiliou na tradução da Bíblia para o latim.

PARTICIPE DO CONASPAR – Congresso Nacional de Secretários Paroquiais

“A função do secretário ou secretária paroquial é primordial na vida da Igreja. Sobretudo, porque eles são responsáveis por auxiliar ao padre no dinamismo pastoral e no funcionamento da paróquia. Dessa maneira, os secretários e secretárias são homens e mulheres de Deus, não só funcionários, mas evangelizadores”, afirmou padre Thiago Azevedo, pároco da Igreja Nossa Senhora de Bonsucesso, em Inhaúma.

Ter sensibilidade com as necessidades do próximo e escutar as dificuldades do dia a dia fazem parte da rotina das secretárias, apontou Vanda da Costa Barreto, secretária do Vicariato Jacarepaguá. “Através do meu trabalho comecei a aprofundar ainda mais a minha fé numa instituição tão organizada. Fui buscando no conhecimento e voltei até a estudar. Fiz faculdade e curso técnico. Tive que me preparar para aquilo que me foi oferecido. Ser secretária paroquial é uma honra, uma graça, um presente de Deus. Rezo diariamente a oração do Magnificat para louvar a Deus pelo meu trabalho”, concluiu Vanda.

“Sua tarefa está marcada pela hospitalidade e o acolhimento, onde é preciso saber atender, ouvir, responder e orientar. É o rosto da comunidade paroquial, sendo evangelizadoras que assumem como missão de sair ao encontro das pessoas, em especial aos que estão afastados da Igreja”, afirmou padre Jorge Lutz, pároco da Igreja Nossa Senhora da Guia, em Lins de Vasconcelos.

Na secretaria paroquial é percebido o grau de organização de uma comunidade, pois o trabalho precede os conhecimentos da doutrina da Igreja. As secretárias atuam como “cartões de visitas” e muitas vezes são responsáveis pelo primeiro contato com os sacramentos e a vida pastoral.

“A secretária deve representar a cultura do encontro que a Igreja propõe e representar um local de acolhida. É o prolongamento do trabalho pastoral, não é um trabalho burocrático e, sim, Cristo que acolhe”, disse padre Thomas Chacko, pároco da Igreja Santa Cecília, em Brás de Pina.

“São muitas as pessoas que ajudam profissionalmente a Igreja e encaminham numerosas situações da vida pastoral e na manutenção da ordem para melhor servirmos o Evangelho. Somos agradecidos a todas as pessoas que realizam com zelo esse trabalho fundamental”, afirmou padre Antônio Augusto, pároco da Igreja de Santo Antônio dos Pobres, no Centro.

Fonte: arqrio.org

Compartilhe:

Faça um comentário