Separados ainda bebês, gêmeos se reencontram 24 anos depois graças ao YouTube
Foto: Facebook | Metade de Dois

Foi preciso quase duas décadas para que um deles descobrisse que tinha um irmão gêmeo e começasse a procurá-lo, e a busca só terminou com a ajuda da rede social

Os gêmeos Vitor Oliveira Rubim e Gabriel Bernardo Freitas protagonizaram uma história que mais parece roteiro de um filme. Mesmo seguindo caminhos distintos após o nascimento, eles se reencontraram de uma maneira curiosa. Seja coincidência ou não, um dia um deles publicou um vídeo cantando no Youtube e o outro assistiu. O fato uniu os irmãos de volta, após 24 anos, depois de serem separados ainda bebês, em São Luís, no Maranhão. Até parece que o destino reservou esse final feliz.

E as coincidências não param por aí. No mesmo vídeo, que repercutiu na internet, Vitor usava uma camiseta vermelha igual à que Gabriel tem. Muito parecidos por serem univitelinos, eles também compartilham o mesmo gosto pela música e seguiram essa profissão. Cantores de música evangélica, ambos dividem esse sonho e lançaram há pouco tempo o projeto musical “Metade de Dois”.

Vitor e Gabriel foram entregues à adoção pela mãe biológica, pouco tempo após o nascimento, a famílias diferentes. E por um tempo elas ainda mantiveram contato, tanto que os nomes das crianças foram escolhidos em conjunto. Mas após um ano, Gabriel foi embora para o interior do Ceará e eles nunca mais se encontraram. E mais: nunca souberam da existência do outro.

Veja também:
Brasileiro encontra irmão caçula desaparecido há 30 anos: seu amigo e funcionário!

Foi preciso quase duas décadas para que Gabriel descobrisse que tinha um irmão e começasse a procurá-lo. Em uma entrevista à TV Assembleia Maranhão, ele contou como soube que era um filho adotivo e mais ainda, que era gêmeo. “Descobri que era adotado e tinha um irmão gêmeo aos 19 anos, depois do falecimento do meu pai adotivo. Foi quando minha mãe me contou a verdade”.

Então, depois dessa descoberta, Gabriel passou a buscar pelo irmão, com pouco sucesso. Até que um dia, assistindo a vídeos na internet, encontrou um com alguém muito parecido com ele cantando. De início ele achou até que fosse ele próprio e que algum amigo havia feito a publicação. “A primeira impressão que tive foi de que era eu. Mas quando ativei o áudio do vídeo, desacreditei, porém era muito parecido. Ai veio a surpresa de ver um cara igualzinho a mim”, destacou.

Diante da novidade, Gabriel entrou em contato com Vitor e lhe contou a história. Sem entender muito bem o que acontecia, Vitor mostrou uma foto do irmão à família e procurou a mãe para saber mais. “De imediato, perdi o chão. No segundo momento, recorri às minhas irmãs, e elas também acharam que somos muito parecidos. Quando mostrei para minha mãe, ela chorou muito e recordou tudo. Tive uma crise de riso ao saber que não sou filho biológico dela, mas o sentimento que tenho é de gratidão”, lembrou.

Fonte: Sempre Família

Faça um comentário