A misericórdia de Deus nos purifica de nossos pecados

Padre João Marcos Polak, na manhã desta terça-feira, dia 13 de setembro de 2016, no programa ‘Sorrindo pra Vida’, fala sobre nossos pecados e a misericórdia do Pai. Mas como recebermos essa misericórdia? Confira sua mensagem.

A Palavra meditada está em II Samuel 12,13 e I João 1,8-10:

“Davi disse a Natã: “Pequei contra o Senhor”. Natã respondeu-lhe: “De sua parte, o Senhor perdoou o teu pecado: não precisas morrer!” (II Samuel 12,13)

“Se dissermos que não temos pecado, estamos enganando a nós mesmos, e a verdade não está em nós. Se reconhecemos nossos pecados, então Deus se mostra fiel e justo, para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que nunca pecamos, fazemos dele um mentiroso e sua palavra não está em nós.” (I João 1,8-10)

A grandeza do homem não está em nunca errar ou pecar, mas sim em se reconhecer pecador. Aquele que reconhece que errou com si mesmo, com o irmão e com Deus, torna-se grande.

Davi, quando pecou, assumiu seu erro e reconheceu-se pecador. Naquele momento, ele clamou ao Senhor Sua misericórdia. Quando nós nos reconhecemos pecadores, limitados, somos acolhidos na misericórdia de Deus.

Papa Francisco, em uma de suas reflexões, fala que a misericórdia de Deus escandaliza. Quantas vezes, orgulhosos que somos, não reconhecemos que precisamos retomar nosso caminho e voltar para o Senhor!

Se reconhecermos nosso erro e nos encontrarmos com a misericórdia do Senhor, Ele nos fará criaturas novas. Deus é fiel e justo para nos perdoar.

Qual é o segredo para experimentarmos a misericórdia de Deus? Reconhecer-se pecador. Não existe pecado que não possa ser perdoado pela misericórdia do Senhor. Deixemo-nos ser tocados por Seu amor e misericórdia.

Quando encontramos a misericórdia de Deus em nossa vida, experimentamos o Deus que acredita em nós e diz: “Meu filho, minha filha, recomece sua história”.

Só não somos perdoados se rejeitamos o amor de Deus. Nós limitamos Seu amor quando não o acolhemos. A misericórdia do Senhor por nós é infinita. Ele quer nos perdoar, acolher e nos colocar em pé.

Queremos uma vida nova? Reconhecemo-nos pecadores? Façamos um exame de consciência e veremos o quanto somos limitados. Nesse reconhecimento, Deus ali se encontra presente, fiel e justo para nos perdoar. O perdão não é fruto de nossos esforços, mas sim dom do Espírito Santo. Na confissão, pedimos perdão ao Senhor por nossas falhas.

Por que confessar-se com um sacerdote? Porque pedir perdão e ir à confissão é um sinal de humildade. Quando desobedecemos a Deus, abrimos o coração para que os pecados entrem em nós. Aquele que humilha seu coração diante de Deus será exaltado por Ele.

Tenhamos consciência de que precisamos do perdão e misericórdia de Deus. O maior pecado de Judas não foi ter traído Jesus, mas sim ter duvidado de Sua misericórdia. O homem de Deus, mesmo que caia, reconhece que errou. Peça ao Senhor a graça de ser perdoado, confesse seus pecados e retome sua vida.

Ficar olhando para o pecado e murmurar não vão adiantar nada! Davi reconhece que errou e foi perdoado por Deus. A humildade é o primeiro passo para recomeçar. Não tem como recomeçar com o orgulho no coração.

Somos chamados a recomeçar nossa vida a partir de uma boa confissão, a partir da atitude de que temos um Deus que cuida de nós. Há muitas pessoas que trazem em si uma dificuldade de aceitar o perdão do Senhor. Aceite que Deus perdoa nossas faltas. É por meio da confissão que encontramos o abraço misericordioso do Pai.

Fonte: Canção Nova

Compartilhe:

Faça um comentário