A história  do canadense Michael Hanline tem uma história daquelas. Ele foi preso por um assassinato que não cometeu e ficou 36 anos na prisão. Parece aquelas histórias de filme, não é?

Na época, Michael foi acusado de ter matado um motorista de caminhão com um tiro e ter escondido o corpo da vítima, e foi preso.

“Quando fui preso, imaginei que poderia demorar um ou dois anos para que tudo isso se endireitasse, mas não 36. Eu nunca acreditei que iria passar o resto da minha vida na prisão, 36 anos é muito, muito tempo. Ainda bem que tudo voltou a ser como antes”.

O caso de Hanline contou com a ajuda do California Innocence Project para obter justiça. Segundo a organização, este foi o caso mais longo encarceramento ilícito do estado da Califórnia.

Veja também: A noite em que eu enfrentei meus demônios

Foi uma prova de DNA que finalmente o inocentou. Dá uma olhada no vídeo que mostra a reação de Michael ao sair da prisão:

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=BRYUi-8WEi0[/embedyt]

Fonte: UOL

Compartilhe:

Faça um comentário