Viúvo se torna padre e seus quatro filhos seguiram o mesmo caminho
Viúvo se torna padre | Reprodução Facebook

Viúvo se torna padre e filhos seguem o mesmo caminho

Na última terça-feira (4), padre Probo celebrou seus 100 anos de vida, juntamente com os filhos e a comunidade em que é sacerdote há 31 anos.

O italiano Probo Vaccarini, que completa nesta terça-feira (4) exatos 100 anos de vida, não poderia imaginar um dia que celebraria essa data como sacerdote católico e mais, cercado por seus sete filhos: três mulheres e quatro homens – e destes quatro, todos também são padres.

É uma vida realmente cheia de acontecimentos. Nascido na Itália em 4 de junho de 1919, Probo experimentou o horror da guerra. Como muitos de seus amigos, mudou-se para a Rússia, onde trabalhou no campo por um tempo. Anos depois, voltou à Itália e começou a trabalhar como inspetor ferroviário. Foi nessa época que ele conheceu sua amada Anna Maria, com quem casou-se e começou uma família. Os sete filhos vieram, mas aos 51 anos, o italiano se viu cuidando das crianças sozinho após a morte de sua esposa.

Leia também:
Encontro reúne católicos e evangélicos em Sorocaba (SP)

Um novo chamado

Enquanto cuidava de sua família, ele decidiu também voltar com os serviços na Igreja Católica, que já havia ajudado por muitos anos. Pertencente à paróquia de São Mateus na cidade litorânea de Rimini durante toda sua vida, Vaccarini se tornou diácono. Por muito tempo, o pai de família também acompanhou os fiéis de sua comunidade em peregrinações a San Giovanni Rotondo, cidade onde o conhecido santo católico, Padre Pio, morou por muitos anos.

O italiano sempre foi profundamente devoto de Padre Pio. Eles chegaram a se conhecer e o santo atendia Vaccarini nas vezes em que ele ia até a cidade. Segundo ele, Padre Pio permeou as decisões mais importantes de sua vida. Foi ele quem disse a Vaccarini: “Forme uma família santa e numerosa”. Anos depois, durante uma missa em San Giovanni Rotondo, já depois da morte de Anna Maria, Vaccarini sentiu o chamado para o sacerdócio e seguiu os caminhos necessários para realizar sua segunda vocação. A ordenação aconteceu em 1988, aos 69 anos de idade, mas só depois de receber a autorização do Vaticano e, principalmente, a aprovação de todos os filhos.

Vocação em família

Os filhos não só aprovaram e incentivaram essa escolha, como seguiram o pai na decisão. Os quatro filhos homens de Vaccarini também foram ordenados sacerdotes católicos: Francesco é padre na diocese de Terni, Giovanni é pároco na cidade de Miramare, Gioacchino em Montetauro, e Giuseppe em Borghi.

“Ele sempre foi um homem muito religioso e quando se tornou diácono, já esperávamos por isso. Mas quando ele disse que queria se tornar padre, ficamos surpresos. Nós dissemos a ele: ‘Papai, agora o senhor está aposentado’, e ele respondeu que queria ser padre pelo resto de sua vida”, conta Giuseppe em entrevista ao site La Stampa.

Atualmente, padre Probo mora com uma de suas filhas na antiga casa da família, onde passa seu tempo livre lendo e escrevendo. Até hoje, ele publicou mais de 15 livros e também uma autobiografia intitulada “Cônjuge, viúvo e sacerdote”. Nos últimos 31 anos, o padre gastou sua vida confessando os fiéis e celebrando missas. Além de casamentos, batismos e funerais – sem falhar com seu dever nem mesmo por um dia. Apesar de sua idade, todos os dias ele vai à paróquia para rezar a missa. “Ele vive a fé com uma paixão incrível”, diz o filho Giuseppe.

Veja também:
Venha participar do CONACOMP – Congresso Nacional de Comunicação Paroquial

Neste 4 de junho de 2019, todos os filhos, juntamente com o bispo da cidade, Francesco Lambiasi, e toda a sua comunidade estão celebrando na catedral de Rimini o século de vida de padre Probo, o pai de família e sacerdote que, segundo os filhos, ainda hoje não se cansa de repetir: “Sinto-me como um padre recém ordenado”.

Com informações de Sempre Família e adaptado por Redação Catholicus

Faça um comentário